Carregando...
Blog

O presidente que recuava

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
RECUAR É PRECISO

Se durante a campanha presidencial, Jair Bolsonaro (PSL) já tinha ficado famoso por voltar atrás em suas propostas, os primeiros dias na presidência mantiveram o estilo. Os três “equívocos” sobre as reformas da previdência e tributária, “corrigidas” pelo ministro da Casa Civil mostram um desencontro entre ser um candidato twitteiro que ataca todo mundo e ser o presidente da República. Tempo para corrigir e aprender a se comportar como chefe de Estado, o novo presidente tem de sobra.

É A ECONOMIA

E os assuntos que o presidente falou e foi “desmentido” foram na área da Economia, onde o empossado sempre disse, quando deputado, não entender nada. Como disse o jornalista Carlos Tonet no Facebook, o ideal é o presidente viajar por aí e deixar a equipe que entende do assunto trabalhando.

Ô LOUCO, MEU!

A indireta do Faustão no último domingo para o presidente ainda é um dos assuntos mais falados no twitter e nas redes sociais em geral. Faustão falou no “imbecil que está lá e não devia estar pode até ser honesto, mas é um idiota que está lá e está ferrando todo mundo”. A claque de fanáticos do presidente já tem inúmeros vídeos para atacar o apresentador e emissora, mas o fato é que Fausto Silva não arriscaria isso sem um OK da direção da Globo.

O FILHO QUE…

A família do presidente continua gastando energia e credibilidade com assuntos pequenos, arriscando não ter mais nada quando uma crise, de fato, se instalar no governo. Eduardo, o filho que é deputado federal e não integrante do Ministério da Educação, usou as redes sociais para “orientar” os professores a não falar sobre feminismo nas escolas.  A ex-namorada dele, Patrícia Lélis, pelo twitter disparou:

BRASIL OU VASCO?

Político populista, com carreira iniciada no PP e discurso ultraconservador, vence as eleições após uma gestão desastrosa dos adversários na Economia. Pode ser o Brasil atual ou o Vasco em 2014, quando Eurico Miranda voltou ao cargo. Eurico também tinha os filhos envolvidos, sempre palpitando e atacando adversários. O filho mais polêmico do mandatário vascaíno começou sem cargo, mas era uma espécie de diretor informal do clube…

[:]

Comentários