Carregando...
Jornalismo, estudos da mídia e um pouco de política | TODOS OS ARTIGOS
15 de setembro de 2023

Jornalismo local, colaboração e desertos de notícias

A crise do jornalismo no século XXI, a crise agravada no jornalismo local, possíveis soluções e agravamentos, como colaboração e desertos de notícias. Apresentei em uma palestra e um paper nos dias 31 de agosto e 4 de setembro com o mesmo tema. O jornalismo local e a eterna discussão de como sair da crise.

UFMT – Crise e desertos de notícias

A convite da professora Jociene Pedrini, dei uma palestra sobre jornalismo regional e desertos de notícias para os alunos do curso de jornalismo da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT). A palestra, online, tinha o objetivo de discutir porque os jornais locais estão entre as maiores vítimas das transformações do jornalismo nas duas últimas décadas. Além disso, entender porque os desertos de notícias viraram um tema em alta no meio acadêmico.

palestra UFMT jornalismo local
Palestra para a UFMT sobre jornalismo local

A palestra gerou um bom debate. Professores e alunos da UFMT questionaram a qualidade dos jornais locais existentes, um sinal do que não basta apenas olhar para onde não há jornais. Afinal, o Brasil discute uma lei que pode ampliar os recursos para o jornalismo como um todo. Mas há qualidade nesse jornalismo? Há fiscalização?

Por fim, entendeu-se que a regulação da comunicação social no Brasil é necessária, mais do que isso, urgente. Este blog irá, no mês de outubro, publicar alguns materiais específicos sobre a regulação da comunicação. Como funciona em outros países e o que é indispensável no Brasil.

Glasgow – Colaboração no jornalismo catarinense

A Glasgow Caledonian Univeristy, da Escócia, sediou nos dias 4, 5 e 6 de setembro a conferência do MeCCSA, uma associação britânica de pesquisa em comunicação, mídia e cultura. Então, no primeiro dia, em um painel sobre jornalismo local, apresentei o paper “Collaborative Journalism in local media groups“. Este, feito em parceria com a pesquisadora Magali Moser.

Os grupos de mídia local de Santa Catarina trabalham em colaboração interna entre suas redações? De que forma? Essas eram as perguntas iniciais para os grupos O Município (Brusque, Blumenau, Joinville) e NSC (Santa, AN, Diário). Porém, a NSC fechou os três jornais e unificou tudo na marca NSC Total, mudando totalmente os parâmetros da pesquisa.

Resultado: ao invés de olhar apenas para a colaboração interna, iniciamos uma pesquisa sobre as estratégias dos dois grupos em falarem com suas audiências: um com vários jornais locais e outro com uma plataforma integrada. Afinal, ter um jornal próprio, independente, é importante para a comunidade ou basta ter jornalistas, uma redação, que pode ser ligada a um portal de dimensões estaduais, para cobrir aquela região?

Colaboração e desertos de notícias

Apesar de tratar inicialmente de temas mais distantes dentro do jornalismo local, a palestra e o paper conversam muito entre si. Primeiramente, é preciso discutir o jornalismo regional em si: não podemos considerar que um jornal feito para a cidade de São Paulo e outro para uma cidade de 20 mil pessoas pratiquem o mesmo tipo de jornalismo.

Por fim, as estratégias dos grupos NSC e O Município em Santa Catarina, diferentes entre si, buscam aumentar a cobertura noticiosa nas regiões de abrangência. São grupos com maior capacidade de investimento e, talvez, consigam se expandir e abranger locais onde a cobertura noticiosa é deficitária.

Os debates continuam. Da palestra para a UFMT temos um link aberto para ampliar o intercâmbio Brasil Portugal nas pesquisas de jornalismo local. Da Escócia sairá um artigo que debate as estratégias para este tipo de jornalismo.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

pt_BR